Escola de Agronomia do Ceará completa 99 anos

30 de março de 2017

A data de 30 de março de 1918 é um marco histórico em nosso Estado, assinalando a criação da Escola de Agronomia do Ceará que, este ano, completa 99 anos de existência, com uma fecunda contribuição ao desenvolvimento da política agrícola em nosso Estado.

Modelada na forja dos sonhos de dedicados intelectuais, a Escola participou do processo de desenvolvimento da região, contribuindo para os avanços científicos e a preservação do meio ambiente, sem esquecer seu importante papel na criação da Universidade Federal do Ceará (UFC), em 16 de dezembro de 1954.

Essa brilhante história é tecida não só no interior da UFC, com a efetiva participação dos que por ela passaram, notadamente, no planejamento e execução de ações voltadas ao desenvolvimento sustentável. Professores e alunos egressos de nossa Escola também se lançaram na busca de soluções para o permanente desafio de gerar conhecimentos e viabilizar tecnologias adequadas às diferentes situações agroecológicas e socioeconômicas da região.

A importância do Centro de Ciências Agrárias da UFC resulta de sua relevante e continuada contribuição para o fortalecimento e expansão das atividades de ensino, pesquisa e extensão. Os números são expressivos: ao longo desses 99 anos, foram formados, nos cursos de graduação e pós-graduação, 5.074 engenheiros agrônomos, além de 2.587 mestres e 419 doutores. A Escola abriu espaço, ainda, para a criação de novos cursos, sendo o de Economia Doméstica o primeiro a ser implantado e, em sequência, os de Engenharia de Pesca, Engenharia de Alimentos, Estilismo e Moda, Zootecnia, Gestão de Políticas Públicas e Economia Ecológica.

Nos últimos anos, marcados pelos desafios da nova ordem econômica, buscou-se traçar um novo perfil de profissional das Ciências Agrárias. A perspectiva socioeconômica para os egressos de nossos cursos só será viável por meio de uma leitura correta e criteriosa desta nova realidade. A discussão está em curso e, sem dúvida, se constitui em um passo importante para a elaboração de novos paradigmas que nortearão práticas e ações. A sociedade, que apoia e mantém nossas instituições, exige, cada vez mais, uma participação enriquecedora na discussão dos problemas da educação e da produtividade do setor primário.

A Escola de Agronomia da UFC se aproxima de seu centenário com o inarredável compromisso de se manter, permanentemente, atenta às necessidades do desenvolvimento do Ceará. Assim, a cada ano, mais se fortalece seu envolvimento com a missão da Universidade Federal do Ceará, que é formar profissionais de alta qualificação, gerar e difundir conhecimentos, preservar e divulgar valores éticos, científicos, artísticos e culturais.

Sônia Maria Pinheiro de Oliveira
Diretora do Centro de Ciências Agrárias

Prof. Alexandre Holanda Sampaio
Vice-Diretor do Centro de Ciências Agrárias